quinta-feira, 31 de maio de 2012

Gastroenterite Virótica...

O que é esse nome???  
Bom meninas e meninos, segunda feira passei por isso (3 dias), e desde ontem meu filho Enzo Gabriel foi atingido também, resumindo PRONTOBABY madrugada adentro até hoje às 11 horas da manhã. fiquei um lixo. Fui na internet e pesquisei tudo sobre o assunto e venho aqui compartilhar com vocês!!!


gastroenterite virótica é uma infecção causada por vírus (existem vários), que ataca o estômago e o intestino delgado. Normalmente a doença é breve, durando de 1 a 3 dias.
A gastrenterite é causada pela absorção de certos vírus. Os fluidos corporais de pessoas infectadas contêm o vírus até mesmo antes de os sintomas começarem. O vírus pode ser propagado através do contato direto com uma pessoa infectada (beijando-a ou apertando suas mãos, por exemplo) ou ao compartilhar copos, pratos, colheres, garfos, etc.
O vírus entra no estômago e intestino e inflama as mucosas destes órgãos que ficam temporariamente incapazes de exercer suas funções. O vírus pode fazer também com que o alimento se mova mais rapidamente através do canal gastrintestinal.
Algumas bactérias e outros pequenos organismos chamados protozoários podem causar infecções que apresentam sintomas semelhantes aos da gastroenterite.
- fadiga
- arrepios
- perda do apetite
- náusea
- vômitos
- dor no estômago
febre baixa
- dores musculares
A doença pode se desenvolver através de um período de horas ou pode iniciar de repente, começando com dores no estômago, vômitos ou diarreia.
Seu médico verificará os sintomas, e pedirá exames de laboratório, quando necessário, para eliminar a possibilidade de doenças mais sérias e para detectar complicações, como a desidratação.
A coisa mais importante a se fazer é descansar o estômago e os intestinos alimentando-se de forma leve e bebendo líquidos adequados. Crianças se desidratam com facilidade e desde o inicio do quadro podem começar a receber soro caseiro ou comprado em uma farmácia próxima.
Se estiver vomitando frequentemente por muito tempo, precisará repor os minerais sódio e potássio, que se perdem. No caso de vômitos que não se controlam, deverá procurar um serviço medico, para o tratamento deste sintoma e a reposição do liquido que foi desta maneira perdido. Antieméticos (medicamentos que controlam o vômito), deverão ser indicados.
Outros líquidos leves incluem chá, suco de maçã, limonada, suco de caju, gelatina, etc. Evite líquidos ácidos (como suco de laranja) ou cafeinados (como o café) ou que sejam gasosos. Evite leite por um período. Bebês podem ser alimentados normalmente com suas mamadeiras, mas se for possível, substitua uma ou duas, apenas no período inicial, por um suco (de maçã, por exemplo), até notar uma melhor consistência das fezes.
Deve começar a comer alimentos leves quando não estiver mais vomitando e estiver sendo capaz de beber líquidos leves sem se sentir mal. Biscoitos de água e sal, torradas, macarrão e bananas são boas escolhas. Evite alimentos ácidos, temperados, gordurosos ou fibrosos (carnes, grãos, vegetais) e laticínios.
Às vezes o tratamento inclui medicamentos para prevenir náusea e vômito ou diarreia. Ao usar este tipo de medicação certifique-se da dose recomendada na embalagem.
Caso a criança fique seriamente desidratada, por causa dos vômitos ou diarreia, poderá ter que fazer reposição intravenosa de líquidos para evitar maiores complicações que ponham em risco a sua vida.


 Procure seu médico se:
- Continuar a ter sintomas sérios por mais de 2 ou 3 dias.
- Sintoma mais leves persistirem por muitos dias (por exemplo, perda de apetite, náusea, diarreia).
- Perceber sintomas que normalmente não são causados pela gastroenterite, tais como vômito e diarreia com sangue.

Descansar seu estômago e intestinos seguindo as regras mencionadas acima, prevenir a desidratação tomando líquidos em quantidade suficiente.

O único e mais eficaz meio de se prevenir a propagação da gastrenterite é lavar as mãos frequentemente, também evitar o contato com fluidos corporais de pessoa infectada, inclusive a saliva, Evitar compartilhar objetos (como chupeta, copos, pratos, etc); não comer do mesmo prato que outra pessoa; evitar aglomerações; combater o calor com muito liquido e roupas leves; lavar exaustivamente frutas e verduras; ferver bicos e mamadeiras do seu bebe, várias vezes ao dia; nunca aproveitar alimentos velhos ou mal conservados, são algumas recomendações que podem prevenir o aparecimento da diarreia virótica.


Palavras chave: diarreia, desidratação, vômitos, gastroenterite, dieta, vírus.

Também poderá gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...